Fairy Tail Walker

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 16 em Ter Fev 04, 2014 10:29 pm
Últimos assuntos
» Controle de Chaves Estelares
Qui Abr 17, 2014 12:07 am por Miya T. Akiyama

» Controle de Personagens
Qui Abr 17, 2014 12:01 am por Miya T. Akiyama

» Entrada de Kaori
Sab Mar 22, 2014 10:18 pm por Asuna T. Kurosaki

» [Magic changes] Meru
Sab Mar 22, 2014 5:58 pm por Sayuri Baka

» Pedido de quest: Tio Loki
Sex Mar 21, 2014 6:25 pm por MeruMeru

» Missões - Meru
Sex Mar 21, 2014 1:21 pm por Asuna T. Kurosaki

» Mudanças de Ficha - Meru ~OuO~
Qui Mar 20, 2014 11:52 pm por Asuna T. Kurosaki

» Entrada de Rurushu na FT
Qui Mar 20, 2014 7:10 pm por Ryuuko

» Entrada - Meru
Qua Mar 19, 2014 7:00 pm por MeruMeru

» Entrada na Fairy Tail
Qua Mar 19, 2014 12:53 pm por Uriel Elion

Os membros mais ativos da semana

Parceiros
Guilds

    Guildas Oficiais
  • Fairy Tail - 8/14 Membros
  • Blue Pegasus - 2/14 Membros
  • Lamia Scale - 2/14 Membros
  • Sabertooth - 8/14 Membros
  • Mermaid Heel - 9/14 Membros

Dark Guils

    Guildas das Trevas
  • Tartarus - 3/9 Membros
  • Oración Seis - 2/6 Membros
  • Grimoire Heart - 1/9 Membros
  • Raven Tail - 2/14 Membros


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Treino para magias de Celine

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Treino para magias de Celine em Ter Fev 25, 2014 10:44 pm

Plant Magic

Era mais uma manhã no hotel que eu havia passado a noite, eu acordo ainda sonolento e com a vista um pouco escura, mas feliz por estar me tornando forte, pois eu não era apenas mais um andarilho, eu havia aprendido todos os 3 estilos de Ice Make e ainda a magia de transformação, o que me deixava bem mais forte que os outros magos comuns, pois assim eu podia fazer inúmeras variações de ataques utilizando as minhas novas técnicas.
Era fato que eu tinha me tornado mais forte, então eu decido relaxar um pouco por enquanto. Acordo Celine, que ainda estava dormindo em sua cama como um bebê, bem, ela era um bebê... Ela parecia ter fome, então à pego nos braços e levo-a para a cozinha, para preparar um belo café da manhã para ela, pois eu sabia que ela tinha muita fome durante a manhã.
Eu não podia preparar qualquer comida para ela, pois por ela ser parte planta, eu precisava escolher cuidadosamente os melhores ingredientes para ela, para que como uma planta, ela crescesse saudável. Preparo então uma sopa feita de ervas muito nutritivas, contendo várias vitaminas e algumas frutas vermelhas, para que não fique com um gosto ruim, pois o gosto também é importante em qualquer comida. Depois de passar um tempo no fogo, a sopa fica pronta, eu coloco um pouco em sua mamadeira e provo, o sabor estava ótimo, mas a temperatura ainda estava um tanto quente... Nada que um mago de gelo não pudesse resolver. Esfriando a mamadeira com muita facilidade, eu pego Celine no braço de novo e dou a mamadeira para ela, ela bebe tudo com os olhos fechados, parecia que estava realmente bom, e a vendo assim, parece um filho sendo amamentado pela mãe... Isso meio que era emocionante, pois me fazia lembrar da situação que ela estava quando à encontrei.
“Nesse dia o clima estava horrível, chuva muito forte e raios pelos céus, era como se o céu estivesse zangado com algo, mas em meio à toda a desgraça que essa chuva causava, eu pude ouvir uma voz de criança chorando, e quando ando até uma esquina bem escura, estava lá, uma lata de lixo à fazer o barulho de choro, mas latas de lixo não choravam, portanto só podia ser algo dentro dela. Abrindo a lata de lixo, eu percebo em meio à tanta sujeira, uma pequena criança que aparentava ter uns 2 anos de idade, era ela que chorava tanto naquele dia chuvoso, mas também, era de se esperar tanto desespero, quem seria a pessoa tão sem noção ao ponto de deixar uma criança como ela jogada numa lixeira como se não valesse nada, como se ela fosse um lixo? E mais num dia chuvoso como esse, ela não resistiria dentro desta lixeira. Mas eu resolvo deixar tudo para lá por enquanto, pois a prioridade era tirar aquela criança dali. Sem pensar duas vezes, retiro aquela criança daquela lixeira, ela estava fedendo muito por causa do lixo, e eu percebi que sua voz era fina e ela tinha um cabelo comprido, pude supor que era uma menina. Após ter tirado ela do lixo, levo-a para meu esconderijo e dou um banho nela, ela realmente estava suja, pois até sua roupa estava acabada, sabendo que eu não podia deixar essa pobre criança sem nenhuma roupa, eu decido cortar e costurar umas camisas minhas para que ela pudesse vestir, e isso dá muito certo, as camisas couberam perfeitamente. Com ela limpa, eu percebo um som vindo de sua barriga, sim, aquilo só podia significar que ela estava com fome. Como minha especialidade em casa era a comida, eu faço uma sopa de mingau para ela, mas ao oferecer o alimento, percebo que ela nega a comida, mas por que ela estava fazendo isso? A comida parecia tão gostosa ao meu ver, qualquer criança comeria feliz, mas só depois eu vejo que na cabeça dela tem uma “flor”, eu vou até a tal flor que há na cabeça dela e dou uma cheirada, realmente era uma flor de verdade, eu não entendo o porquê disso ter nascido na cabeça dela, será que foi uma mutação do lixo? Bem isso não importava agora, mas eu resolvo pensar um pouco... Se a planta fazia parte dela, isso queria dizer que ela não era humana, bem, eu tenho que admitir que fiquei muito feliz ao perceber isso, pois assim eu não estaria ajudando alguém dessa raça tão nojenta. Mas se ela não era humana, o que ela era? Uma espécie de “mulher-planta”? Podia ser. Se ela era essa tal mulher-planta, isso queria dizer que eu deveria trata-la como uma planta, e é o que eu faço, faço uma sopa de vegetais com alguns nutrientes que as plantas precisam para crescer fortes e bonitas, e ai vem a surpresa, ela come e adora o gosto! Foi nesse momento que eu percebi que ela realmente não era normal, mas o que isso importa? Ela é uma gracinha e é muito comportada, por que não cuidar dela?
Então, eu decido cuidar da menina, eu sabia que isso daria trabalho, mas eu não estava nem ai para o trabalho que isso me daria, eu não podia dizer não à uma coisa tão fofa. No dia seguinte, eu caminho pela rua com ela e acabo percebendo que algumas pessoas estavam se amontoando na esquina onde eu à achei, eu então vou até lá, com ela nos braços e quando um homem nos vê diz: “- Olhem! Lá está a mutante!”.
Eu na mesma hora percebi que aquelas pessoas que estavam amontoadas no local estavam atrás da garota, e que eles por algum motivo pareciam bravos. Eles me mandam entregar ela, mas eu recuso, perguntando o que querem com ela, eles dizem que ela não é humana, por isso é perigosa, então eu mostro minha cauda e respondo dizendo que também não sou humano, e só por causa disso não quer dizer que eu seja perigoso. Eles gritam dizendo “Olhem! Ele também não é humano! Peguem-no!”, percebendo que eles eram aqueles tipos de humanos ignorantes com outras raças, eu simplesmente estendo meu braço para frente e todos os humanos no local se congelam imediatamente. Eu então decido ir embora, carregando a garota comigo.
Ela precisava de um nome, então eu começo a pensar em algum, quando ela aponta para um pacote de cerejas que eu havia comprado, ela parecia estar pedindo as cerejas, realmente ela gostava delas. Eu então pego as cerejas, mas ao entregar a ela, percebo que na embalagem está escrito: “Celine Cherry”. Eu então digo para a garotinha: “- Você gosta mesmo destas cerejas não? Celine...”
Desde esse dia, eu e Celine passamos a viver juntos e felizes, longe destes humanos insolentes que acham ser superiores à todos, vivendo uma vida tranquila viajando de cidade em cidade...”
Ao lembrar desta história eu percebo como o tempo passou rápido, muitos anos haviam se passado e Celine continuava a mesma, devia ser porquê as plantas tem um senso de tempo diferente dos humanos/demônios, ou ela simplesmente não queria crescer...
Ao perceber que ela estava há muito tempo comigo eu me imagino, será que está bem ela ficar durante toda sua vida comigo sem ter ao menos um meio de defesa? Por que não treiná-la?
Eu sabia que ela era nova demais para lutar, mas ela era uma planta, então eu já tinha ouvido falar em um tipo de magia que consiste no uso de plantas para lutar, essa magia parecia ser muito fácil de ser aprendida até mesmo por Celine, pois ela já era uma planta então sabe exatamente o que fazer com as mesmas.
Além de uma defesa, essa magia seria útil para os dois, pois seria muito mais fácil cozinhar com qualquer fruta ou legume ao meu alcance, sem falar que se bem treinada ela poderia fazer alimentos da melhor qualidade possível.
Sabendo que essa magia seria perfeita para ela, eu decido fazer uma pesquisa sobre Plant Magic, e descubro que essa magia era realmente impressionante.
“Plant Magic é uma magia que permite ao usuário criar e/ou controlar as plantas de crescimento rápido para a batalha. Estas plantas são cultivadas com várias propriedades, ao contrário das normais. Elas têm capacidades que podem ser utilizados de várias maneiras durante o combate melhorado. Como as plantas são um elemento principal nesta magia, o usuário pode convocar qualquer coisa a partir de vegetais para as grandes criaturas carnívoras. A maioria das plantas precisa de sementes a serem criados, para levar estas sementes, bolsas de contêineres são usados. Além disso, cada semente pode convocar várias plantas em questão de segundos. Além do modo mais comum, que é o uso das sementes para a invocação de plantas, o usuário também pode usar círculos mágicos para “invoca-las”.
Vendo que esta magia podia fazer tudo isso e um pouco mais, eu não penso duas vezes, peg Celine nos braços e à levo ao quintal, onde ela poderia treinar sua magia.
Chegando lá, eu à coloco no chão e digo: “- Vamos, Celine-chan, você sabe aqueles tomates que eu uso em sua sopa? Então, eu preciso de alguns meu bem. Você pode me arranjar alguns?”. Após eu dizer isso, ela responde com um simples “Mau!” e estende sua mão direita para frente, logo, um círculo mágico de cor verde se forma na frente dela e um pé de tomates pequenos sai do chão. Eu fico muito impressionado com isso! Quer dizer que ela já sabia usar essa magia o tempo todo e estava só guardando para quando eu pedisse? Bem, se ela podia usar a magia, ela podia fazer mais coisas talvez, eu então mando que ela faça outra coisa, dizendo: “- Nossa, Celine-chan, era exatamente isso que eu precisava, com isso poderei fazer um jantar muito gostoso para nós. Mas, eu também preciso de batatas, pode me dar algumas?”. Ela não pensa duas vezes, novamente, responde com um simples “Mau!” e faz o mesmo de antes, estendendo sua mão para frente e fazendo com que à partir de um círculo mágico um pé de batatas apareça diante de mim. Eu pude perceber que ela já sabia fazer plantas que davam frutos, mas uma diversidade de plantas para defesa pessoal não seria nada mau...
Eu então digo a ela: “- Celine-chan, isso é incrível, você realmente é muito boa fazendo essas plantas nascerem do nada, mas você consegue fazer plantas de tipos desconhecidos? Digo, plantas que sirvam para luta, como eu faço com o gelo?”. Digo isso na expectativa de vê-la fazer algo que me surpreenda, e é o que realmente acontece, ela como sempre, responde com um simples “Hmm... Mau!” E assim, estende suas duas mãos para frente, fazendo aparecer outro círculo mágico verde, mas este dessa vez era maior que os anteriores, ele era quase do meu tamanho, e de dentro dele sai uma planta carnívora que tenta me morde na mesma hora. Eu desvio do ataque da planta, mas ela me surpreende ao lançar vinhas com espinhos até mim, novamente, eu tento desviar mas uma delas arranha minha perna, deixando uma marca nela. Então eu vejo que essa planta não está brincando comigo, ela estava me atacando pra valer, imediatamente eu invoco uma lança de gelo e enfio-a na cabeça (ou pelo menos o que parecia ser) da planta, fazendo-a cair no chão e logo em seguida desaparecer. Eu então percebi que Celine realmente sabia fazer todos os tipos de plantas, e isso era incrível para uma garotinha de 2 anos de idade. Olhando de novo para ela, eu já estava pronto para pedir mais uma planta, mas vejo que ela estava com os olhos zonzos e uma expressão cansada, eu entendia que estava forçando-a demais a fazer aquilo, então eu pego-a nos braços e levo para o quarto, deitando ela na cama e dando um beijo em sua testa. Nesse momento eu pensei: “- Celine-chan, você era tão forte e eu não sabia, o que será que você ainda esconde de mim?”


_________________
Magia | Magia Secundária
Ver perfil do usuário

2 Re: Treino para magias de Celine em Ter Fev 25, 2014 11:41 pm

Henry W. Hawk

avatar
Mestre da Guilda
Mestre da Guilda
App :v


_________________

"Me matar? Você não consegue nem matar o meu tédio!"
Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum