Fairy Tail Walker

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 16 em Ter Fev 04, 2014 10:29 pm
Últimos assuntos
» Controle de Chaves Estelares
Qui Abr 17, 2014 12:07 am por Miya T. Akiyama

» Controle de Personagens
Qui Abr 17, 2014 12:01 am por Miya T. Akiyama

» Entrada de Kaori
Sab Mar 22, 2014 10:18 pm por Asuna T. Kurosaki

» [Magic changes] Meru
Sab Mar 22, 2014 5:58 pm por Sayuri Baka

» Pedido de quest: Tio Loki
Sex Mar 21, 2014 6:25 pm por MeruMeru

» Missões - Meru
Sex Mar 21, 2014 1:21 pm por Asuna T. Kurosaki

» Mudanças de Ficha - Meru ~OuO~
Qui Mar 20, 2014 11:52 pm por Asuna T. Kurosaki

» Entrada de Rurushu na FT
Qui Mar 20, 2014 7:10 pm por Ryuuko

» Entrada - Meru
Qua Mar 19, 2014 7:00 pm por MeruMeru

» Entrada na Fairy Tail
Qua Mar 19, 2014 12:53 pm por Uriel Elion

Os membros mais ativos da semana

Parceiros
Guilds

    Guildas Oficiais
  • Fairy Tail - 8/14 Membros
  • Blue Pegasus - 2/14 Membros
  • Lamia Scale - 2/14 Membros
  • Sabertooth - 8/14 Membros
  • Mermaid Heel - 9/14 Membros

Dark Guils

    Guildas das Trevas
  • Tartarus - 3/9 Membros
  • Oración Seis - 2/6 Membros
  • Grimoire Heart - 1/9 Membros
  • Raven Tail - 2/14 Membros


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Missoes goku

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Missoes goku em Sab Fev 22, 2014 5:48 pm

Nome: assalto
Rank: D
Descrição: O dono de uma concessionaria de carruagens foi assaltado e teve um carro roubado, por sorte o carro tem um rastreador, sua missão é ir até a concessionaria, falar com o dono, rastrear a carruagem e traze-lo de volta, mas cuidado, os assaltantes ainda podem estar perto da carruagem.
Jewels: 100.000 Jewels

Missão:
Parti da Fairy Tail, pronto para fazer a minha missão e fui o mais rápido que pude á concessionaria de carruagens para falar com o dono sobre o que aconteceu, ao que parece a carruagem foi roubada mesmo em frente á concessionaria, poucos minutos depois de chegar. Isso pôs-me a pensar, mas como é que os ladrões sabiam quando é que a carruagem ia chegar, mas isso não era o pior, o pior era que a carruagem estava cheia de armas mágicas que tinham poder suficiente para destruir metade de Magnólia. Tinha que me apressar. Peguei no GPS com o sinal do rastreador e fui por mãos á obra. No GPS mostrava que a carruagem ainda estava em movimento, e que estava a andar a uma grande velocidade. De repente o sinal começa a aproximar-se e mim a uma velocidade estonteante, estava pronto para a parar mas no mesmo instante que a vi ela desapareceu. Na verdade estava a andar a uma velocidade tão grande que os meus olhos não podiam acreditar. Nenhuma carruagem normal andava àquela velocidade, tinha que ter algumas modificações, e o mais estranho é que o único sitio onde alguém conseguiria fazer isso, era na concessionaria. Seria aquilo tudo um esquema? Tinha que investigar. Voltei á concessionaria, e dono perguntou-me:
-Já tem a carruagem? Você é rápido!
Mas não tanto como a sua carruagem-disse eu ao mostrar-lhe o GPS com o sinal do rastreador que não parava quieto.
Durante mais uma hora falei com ele para ter a certeza que ele não tinha feito alterações, que não era um esquema, etc.
Quando voltei a pegar no GPS o sinal indicava que a carruagem estava na concessionaria, mas não podia ser, não a estava a ver.
-Você tem um andar subterrâneo?- perguntei-lhe eu.
-Sim, mas é do meu sobrinho e não cabe lá uma carruagem- disse-me o homem.
Desci até ao andar de baixo onde e fiquei surpreendido ao ver que aquela coisa onde não segundo o homem não cabia a carruagem estava cheia com dezenas de carruagens. Procurei pistas sobre quem estava a fazer aquilo enquanto o homem procurava a sua carruagem. De repente ouvimos um barulho que parecia ser de 3 pessoas. Eu e o homem escondemo-nos atrás de uma carruagem, á espera para ver quem era, e eram os 3 trabalhadores da concessionaria, o sobrinho do homem e mais dois que começaram á pouco tempo. Passado pouco tempo foram para uma sala, o que nos deu mais liberdade para investigar. O homem estava estupefacto pelo seu sobrinho ter feito aquilo com os seus funcionários, enquanto eu procurava informações numas folhas que estavam em cima duma secretária. Quando os trabalhadores voltaram o homem encarou-os:
-Porque é que estão a fazer isto?
-Eu sei. Está a ver aqueles seus novos empregados são mercenários de uma guilda de mercenários e a guilda e o seu sobrinho estão a fazer um negócio sujo, o sobrinho fica com as carruagens para as vender e os mercenários com as armas, esses dois estão também a fazer o trabalho de segurança-respondi eu.
-Já que sabem tanto vou ter que matar-vos, homens ataquem-disse o sobrinho do homem, antes de fugir.
Os mercenários queriam atacar o homem mas eu pus-me entre eles e evitei os seus ataques.
-Vá e dê umas sapatadas ao seu sobrinho por mim-disse eu enquanto distraía os mercenários.
O homem saiu e foi atrás do seu sobrinho, mas agora não podia preocupar-me com aquilo tinha pela frente dois mercenários bastante diferente, um era algo e gordo e outro tinha uma estatura relativamente baixa com por volta de 165 cm, não mais. O alto como parecia era muito forte mas tão tinha grande velocidade ao contrário do baixo que não tinha muita força mas muita velocidade. Os dois complementavam-se e era difícil um homem comum derrota-los mas eu não era nenhum homem comum, era um mago da Fairy Tail, não podia perder para uns simples mercenários, mancharia o nome da guilda. O primeiro a ir foi o alto não se conseguia desviar muito bem então foi logo apanhado pelo meu Úrsula Cosmic Ray, mas o baixo não vacilava e estava sempre a esquivar-se dos meus ataques. De repente ouvi o som de um tiro, tinha que me apressar, temia pela segurança do homem. Mudei de estratégia quando o baixo me atacou utilizei o Star Lightning Attack e acabei com ele. Corri até chegar á sala onde estava o homem em pé a apontar a arma á cabeça do seu sobrinho que já tinha levado um tiro no pé. O sobrinho e os dois mercenários foram para a prisão nesse mesmo dia, e todas as carruagens foram devolvidas. O dono da concessionaria ficou bem e descobriu a sua nova paixão, disparar. E assim foi a missão que até que correu bem, acho eu.

Ver perfil do usuário

2 Re: Missoes goku em Sab Fev 22, 2014 6:04 pm

APP


_________________
I Love My Boyfriend, Dora-Chan
credits BG@
Ver perfil do usuário

3 Re: Missoes goku em Seg Fev 24, 2014 2:34 pm

Já nao devia ter o dinheiro da missao?

Ver perfil do usuário

4 Re: Missoes goku em Seg Fev 24, 2014 10:51 pm

Henry W. Hawk

avatar
Mestre da Guilda
Mestre da Guilda
Peça ao banco.


_________________

"Me matar? Você não consegue nem matar o meu tédio!"
Ver perfil do usuário

5 Re: Missoes goku em Ter Fev 25, 2014 2:14 pm

obrigado :3

Ver perfil do usuário

6 Re: Missoes goku em Ter Fev 25, 2014 4:31 pm

Nome: Corrida de Kart
Rank: D
Descrição: O grande piloto Walter irá participar de um grande campeonato este final de semana, mas infelizmente quebrou sua perna e precisa de um jovem mago com experiencia para dirigir seu carro em nome de Walter e da empresa que o patrocina, sua missão é, falar com Walter, entrar na corrida e vencer a mesma.
Jawels: 100.000 Jewels
Estava prestes a iniciar a minha missão nova, mas antes como o mestre me disse, fui a um bar de magos relaxar, bebendo um fresco refrigerante de laranja. No bar quando entrei estava um grupo de magos a brigar, mas não liguei muito, ao que me parecia na altura, estavam a lutar devido a uma discussão sobre um deles ter aleijado uma amigo de um, era muito confuso na altura, mas já lá vamos. Depois de ter passado uma hora ali, fui ter com o Walter, ao estádio, e ali conversamos sobre estratégias de corridas, sobre o facto de eu poder usar magia na corrida, sobre como proceder em diversas situações, etc. Fiz uns treinos, na pista e fiquei um pouco surpreendido sobre o facto de um dos magos que estavam a lutar no bar. E quando soube que ele era um piloto de outra equipa, percebi que a corrida não ia ser fácil, especialmente tendo que enfrentar outro mago durante 20 voltas numa pista de 2 km. Chegou o dia da partida e comecei a acelerar a toda a velocidade, mas não pude andar muito á velocidade máxima pois logo a seguir tinha um monte de curvas fechadas que faziam um “S”, tinha uma reta pequena e depois uma curva ainda maior, dando lugar a um túnel e depois á reta final. Andei dez voltas normalmente e estava em 6º lugar, quando o outro mago começou a fazer magia bastante ofensiva, no inicio sobre formas legais atacando os carros, mas quando chegamos ao túnel atacou os próprios corredores, eliminando 15 dos 21 corredores iniciais, sobraram então 5 sem contar com ele, andamos mais duas voltas até só sobrarmos ele, eu e outro corredor. O outro corredor não sabia usar magia mas andava bem depressa e conseguia evitar bastante bem os ataques, andando sempre á nossa frente. No túnel o mago parou e saiu do carro ficando escondido á vista dos espectadores. Eu passei por ele, mas ele nem sequer olhou para mim, simplesmente mexeu o braço da esquerda para a direita, e fez com que o meu carro explodisse. Felizmente como era um mago consegui aperceber-me do ataque e desviei-me a tempo, mas o meu carro não estava em condições para voltar a andar. Desmaiei com o impacto da explosão, estava mesmo presente perante um mago poderoso, mas antes de desmaiar, o outro piloto era a pessoa que estava a discutir com o mago que estava a correr, mas que se passava ali. Agora estava de novo no bar, mas que era aquilo, seria apenas um sonho? Não interessa, estava onde no bar, e acabou não havia nada a fazer. Á aquilo que estava a dizer no bar, os dois homens estavam a discutir, aqueles homens misteriosos, estavam a discutir sobre um deles ter forjado a corrida para ganhar. Mas o outro homem não estava zangado por causa disso, estava apenas zangado por ele ter aleijado o outro homem, seria aquele homem irmão do Walter? Acordei de novo, e só ouvia o irmão do Walter a gritar de dor. Não podia deixar aquilo acontecer, não seria justo, ataquei o mago por trás, mas ele antecipou-se e desviou-se mas não estava á espera que eu atacasse com o meu Shining Star Attack, e com isso apanhei-o. O irmão do Walter como recompensa por ter derrotado o homem que aleijou o seu irmão, usou a sua transformation magic e usou-a no seu carro que ficou igual ao meu. Assim sendo o único a correr ganhei com facilidade, e completei a missão.

Ver perfil do usuário

7 Re: Missoes goku em Ter Fev 25, 2014 11:42 pm

Henry W. Hawk

avatar
Mestre da Guilda
Mestre da Guilda
App :v


_________________

"Me matar? Você não consegue nem matar o meu tédio!"
Ver perfil do usuário

8 Re: Missoes goku em Ter Mar 04, 2014 11:14 pm

Nome: Harassment At Party
Rank: C
Descrição: Em alguns dias irá acontecer uma festa da alta sociedade de Magnólia, todas as famílias ricas estarão lá. Um general da guarda, responsável do evento, teme que bandidos invadam a festa, e por isso, fez um pedido para aFairy Tail de que algum mago se habilite e vá ajudar na defesa da festa. Porém, o pedido foi secreto, então, deve-se fazer isto de forma sigilosa, formando uma identidade secreta na festa. Uma recompensa será dada ao mago que se habilitar, mesmo não sendo certeza que alguém irá invadir. E por favor, caso invadam, tentem ao máximo não deixarem os convidados perceberem.
Recompensa: 200.000 J
Estava animado, estava sol, os pássaros cantavam e para melhorar isso tudo ia fazer a minha primeira missão de rank “C” já todos na guilda sabiam, e sabiam também que se fizesse aquela missão em condições poderia fazer o teste para subir de rank. Uns de maior nível estavam felizes por mim, outros de nível mais baixo sentiam-se ameaçados, afinal aquele novato ia passar de rank rapidamente. Mas ninguém se zangava verdadeiramente na guilda eramos todos uma família. Quando finalmente chegou a hora de ir ter com o responsável da festa, o senhor Cater, pus me a andar, e ainda consegui chegar a tempo, mas o senhor Cater disse:
-Demorou tanto porquê? Já estamos aqui á 10 minutos á sua espera.
Um pouco envergonhado devido á maneira de como a missão começou, andei com o senhor Cater na sua limusina privada, enquanto ele me mostrava a mansão. Era uma mansão habitual, tinha 15 quartos de visitas, 7 casa de banhos, 4 salas de estar, 2 cozinhas, e 21 quartos para residentes (senhor Carter e empregados). Na parte exterior tinha um enorme jardim com girassóis, lílios e rosas. Depois tinha um grande labirinto feito de árvores, plantas e arbustos, que diz a lenda no meio tem um enorme tesouro. Questionei o senhor Carter:
-Você já foi ao meio do labirinto?
Os meus pais um dia foram e conseguiram chegar ao meio, mas depois não conseguiram voltar. Tentamos de tudo para os tirar de lá mas infelizmente as plantas pareciam ser protegidas por um tipo de magia, e nós nunca os encontramos.
-Então ainda podem estar vivos-disse eu otimista.
-Sim é verdade mas já teriam 79 anos, não me parece muito provável-respondeu o senhor Carter.
Andamos pela mansão mais um bocado, e passamos por uma fonte, um lago e uma adega, mas havia uma coisa que me espantou muito, o facto de haver uma sala escondida por detrás da mansão totalmente fortificada. Passado pouco tempo instalamos as câmaras de segurança e fui embora.
No dia seguinte fui ás compras, afinal se ia disfarçado de convidado tinha que parecer chique. Vesti mais de vinte fatos até encontrar um perfeito que custava mais de 40000J. Aquilo durou a tarde toda e á noite já ia ser a festa por isso não tive tempo de lavar o fato, e por causa disso cheirava um pouco mal, e quando eu digo pouco quer dizer um cheiro que era capaz de fazer murchar as flores, felizmente tinha saquinhos de cheiro que disfarçavam o mau cheiro.
Cheguei á festa e meti-me no salão onde ocorreria o baile, lá vi muitas pessoas importantes de Fiore, e tudo estava a correr bem, até que de repente apareceu um rapaz jovem de cabelo castanho e olhos azuis, que não estava na lista de convidados. Eu para disfarçar agarrei-lhe no braço para disfarçar e levei calmamente para uma das sals de estar vazias. Lá perguntei-lhe quem era e o que fazia mas ele só perguntava onde estava o senhor Carter. Passado algum tempo perdi a minha paciência e usei o meu Shinning Star Attack para acabar com ele. Estava á espera que ele se desvia-se mas não, simplesmente ficos parado, e quando a luz finalmente parou já só lá estava as suas roupas rasgadas e o um liquido verde. Ia voltar para a festa quando daquele liquido verde ele se regenerou. Apercebeu-se que eu era um mago e atacou-me mas mais uma vez foi destruído, mas mais uma vez se regenerou mas desta vez regenerou-se na forma de duas pessoas exatamente iguais. Aquilo não podia ser uma pessoa, lutei e lutei até que cada vez foram nascendo mais até que ficou um combate de 6 para 1. Finalmente me tinha apercebido do que aquilo era, era magia das plantas, e o utilizador estava a usa-la para criar corpos. Corri pelo corredor até chegar á sala, e pelo o caminho mais nasceram. Na sala mostrava todas as câmaras, tinha de encontrar quem estava a fazer os símbolos mágicos. Procurei e procurei á medida que nasciam mais coisas daquelas e os seguranças pessoais do senhor Carter as matavam. Por mais que procurasse não a encontrava, até que me lembrei que não tínhamos câmara na sala secreta. Fui o mais depressa possível para lá, mas quando lá cheguei a entrada estava trancada por dentro, não tinha hipótese a não ser destruir a parede. Destruí-a facilmente e fiquei surpreso ao ver que lá dentro quem utilizava a magia era uma senhora idosa. Ela criou um monte de plantas carnívoras, mas elas não me conseguiam apanhar eram muito lentas, desvie-me facilmente e com um simples soco com a mão esquerda pu-la KO. Prendia e chamei os seguranças pessoais do Carter para a levaram, e então voltei á festa, mas ainda estavam lá coisas daquelas, as pessoas na altura ou estavam muito bêbedas ou estavam muito ocupadas, e não notaram naquelas coisas. Levei-os para a varanda onde achava que estariam mais seguros. Da varanda conseguia-se ver o jardim, a fonte e o labirinto, que tinha uma luz estranha no meio. Fui perguntar ao senhor Carter o que era aquela luz, mas ele já não estava ali, tinha sido levado por uma daquelas coisas para o labirinto. Fui a correr para o apanhar mas já tinha sido despistado a meio do labirinto. Andei por lá á procura do senhor Carter quando reparei que as plantas estavam esquisitas. Fiquei parado a olhar para uma, até que ela me atacou junto com outas centenas delas. Consegui-me desviar das primeiras mas eram simplesmente demasiadas, não me conseguia desviar de todas, até que fui capturado por uma e levado para o meio exato do labirinto. Lá estava o senhor Carter preso e um homem de idade, que parecia ter o mesmo tipo de magia que a outra senhora, só que mais poderosa. Esse homem ia matar o senhor Carter mas antes disso consegui, soltar-me e desviar o seu ataque. O homem centrou as suas atenções em mim e mais uma vez criou centenas de plantas, que me atacaram, e atacaram tanto que rasgaram a minha roupa e os meus saquinhos de cheiro. Ia morrer e ainda por cima num fato malcheiroso, as plantas atacaram mas quando se aproximaram, voltaram para trás com o que me parecia dores, no inicio não me apercebi, mas depois cheguei lá, lembram-se de eu ter dito que o fato cheirava tão mal que era capaz de fazer murchar plantas, pois era verdade. As plantas que se aproximavam de mim retrocediam e pouco depois murchavam, o homem bem que tentou, mas era escusado e com a minha nova técnica, Sun Flare Wave, acabei com ele deixando-o ás portas da morte, mas por pouco inconsciente. Quando o senhor Carter se soltou, perguntou ao homem:
-Porquê pai?
-Tu não sabes o que é estar perdido. No inicio ainda pensávamos que vocês nos iriam procurar mas apercebemo-nos que nunca nos iriam procurar, por isso eu e aquela senhora que foi presa, que era tua mãe, ficamos apenas com as plantas. Elas serviram de companhia, cuidaram de nós e deram-nos poder. Quando nós soubemos que tu irias dar uma festa especial as plantas concordaram que nos deveríamos vingar, e tudo teria corrido bem se não fosse este miúdo intrometido-respondeu o pai.
-Mas nós tentamos as plantas é que não deixaram que nós entrássemos-disse o senhor Carter.
Ao ouvir aquilo o seu pai desmaiou, com uma lágrima no canto do olho. Quanto á missão o senhor Carter não me queria dar o dinheiro porque o meu último ataque noa foi nada discreto, felizmente para mim os convidados acharam que tinha sido fogo de artifício e aplaudiram. Ao ouvir os aplausos o senhor Carter não teve escolha a não ser dar-me o dinheiro. E assim foi a missão que foi mais pessoal do que estava á espera.

Ver perfil do usuário

9 Re: Missoes goku em Ter Mar 04, 2014 11:22 pm

Aprovada!


_________________
Magia | Magia Secundária
Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum